Logo
My Journal
Blog

Timeline

Blog

Energias renováveis como chave para o desenvolvimento do continente

Um dos maiores desafios para o crescimento e desenvolvimento do continente africano passa pela necessidade de geração e fornecimento de energia elétrica para 70% da população de todo o continente que ainda carecem do fornecimento.

A África possui um grande potencial de energias renováveis a ser explorado, mas carece de parcerias com outros países para garantir os projetos, uma vez que mesmo que os grandes projetos renováveis sejam mais baratos, tendem a exigir custos de capital adiantado enquanto o acesso ao financiamento para projetos de combustíveis fósseis é muito mais fácil.

Atualmente, a principal fonte de energia africana é a termelétrica movida a óleo diesel. No entanto, existem projetos de energia limpa em países como Quênia, Mali e Zimbábue, atuantes em energia solar e eólica.

Segundo a Agência Internacional das Energias Renováveis (Irena), a África continua tendo a menor taxa de eletrificação rural em comparação com os demais continentes. Nas últimas décadas, a eletrificação rural em nível mundial cresceu de 61% a 70%, mas há grandes diferenças no acesso. Na África subsaariana, por exemplo, a taxa é de apenas 18%, em comparação a mais de 70% na Ásia em desenvolvimento.

A África deve duplicar o ritmo de expansão da eletrificação rural e mudar a forma como aborda o tema para conseguir o acesso universal à eletricidade até 2030, segundo a Irena. Nesta expansão calcula-se que cerca de 60% da geração adicional virá de soluções autônomas e de redes  mínimas, sendo a maior parte de energias renováveis, já que estas podem aproveitar os recursos locais de energia.

Para atingir suas metas de desenvolvimento, representantes do Mali estarão presentes na 3o. Edição da FEAFRO para negociar com empresas brasileiras parceria para a construção de 20 mil casas com energia solar nos próximos anos.

Leave A Comment
Translate »